Guia para empresários durante o COVID-19

27 Dicas para empresários em como sobreviver a esta pandemia

1 – Respirar – Estamos a viver um momento estranho, difícil e repleto de incertezas. Mas estamos a vivê-lo juntos. Tudo o que lhe acontecer, também vai acontecer de uma forma ou de outra aos seus colegas. Não conseguimos controlar a evolução da propagação deste vírus (embora possamos ajudar, seguindo as recomendações da DGS) e a única coisa que conseguimos fazer é, com alguma tranquilidade, ponderar as opções em cada cenário possível.

2 – Decidir o que fazer nas próximas duas semanas – fechar ou não fechar – A maioria dos nossos clientes tomou a decisão de encerrar o seu negócio nas próximas duas semanas, caso seja uma atividade não compatível com o teletrabalho. Alguns optaram por continuar com as portas abertas atendendo um número mínimo de clientes, com uma série de regras de segurança. Este é o momento de pensar se financeiramente compensa estar com as portas abertas e se o risco de saúde que a sua equipa e os seus clientes correm vale a pena. Verifique também qual a decisão dos seus colegas de profissão e concorrentes – neste caso, é recomendável seguir a tendência.

3 – Se decidiu fechar, em que condições? Vamos assumir que, como a maioria das empresas, decidiu encerrar temporariamente e para já durante 2 semanas. Como é que vai fazer com a sua equipa? Dar-lhes férias? Pagar os dias? Pedir apoio à Segurança Social para os colaboradores que tenham de prestar assistência aos filhos menores de 12 anos? Deve conversar com a sua contabilidade para saber que apoios pode encontrar para o seu negócio nesta fase*.

E durante o período de encerramento, o que pode fazer?

A nível pessoal:

4 – Mantenha-se em atividade – manter alguma rotina enquanto estamos em casa é altamente recomendável – tomar banho, vestir (esqueça o pijama!), praticar exercício físico e trabalhar remotamente.

5 –  Determine um horário para ver/ler as notícias – não adianta estar sempre a ver as mesmas notícias depressivas.

6 – Mantenha os mesmos horários de sono e alimente-se de forma equilibrada.

7 – Relaxe, faça atividades que distraiam e contacte telefonicamente com os seus amigos e familiares.

8 – Se isso lhe der prazer, reorganize armários e gavetas. Deite fora tudo aquilo que já não precisa. “Destralhar” a sua casa, vai-lhe dar uma sensação de controlo, tão necessária neste momento de incerteza.

9 – Aproveite para ler livros de ficção ou de desenvolvimento pessoal e/ou técnico.

10 – Porque não tirar um curso online? Existem cursos gratuitos ou a um custo muito acessível em diversas plataformas como a https://www.coursera.org/ ou a https://www.udemy.com/.

11 – Se tem filhos em casa, esta será uma ótima altura para desenvolver novas atividades com eles. Desde origamis, concursos de talentos, jogos de tabuleiro, entre muitas outras coisas, há várias atividades que os podem manter entretidos – e a si também.

A nível profissional – gestão:

12 – Comece a planear a sua gestão de tesouraria – quais são as despesas fixas que tem e qual o grau de prioridade de cada uma? Que impostos estão a ter o prazo de pagamento adiado? Peça ajuda à sua contabilidade para saber que apoios pode conseguir?*

13 – Planeie também a sua gestão operacional de recursos humanos – no cenário de abrir daqui a 2 semanas, ou daqui a 4 ou mais. Como estão os contratos de trabalho? Quantos dias de férias ainda tem cada colaborador? Será que o sistema de lay-off é uma solução para si? Vai abrir com a equipa toda ou por fases conjugando com férias? Peça ajuda à sua contabilidade para saber como funciona este sistema?*

14 – Coordene-se com a sua contabilidade para saber a todo o momento as novidades em matéria de apoios às empresas no âmbito do COVID-19*

15 – Aproveite este tempo para refletir sobre a sua equipa – quais são os talentos de cada um e as debilidades que devem melhorar? Que formações são urgentes?

16 – Mantenha contacto com a equipa – crie um grupo numa plataforma digital e promova a comunicação entre a equipa. Que livros ou sites lhes pode indicar enquanto estão em casa para se atualizarem ou desenvolverem a nível pessoal e profissional? Que ideias têm para o arranque? Partilhe notícias positivas ou engraçadas.

17 –  “Destralhe” também na sua empresa – organize o armazém, a receção e todos os espaços de trabalho.

18 – Faça o inventário. Nesse processo, verifique que produtos estão parados e devem ser escoados?

19 – Redefina procedimentos – limpeza, arrumação, esterilização, receção do cliente, etc.

A nível profissional – marketing:

20 – “Longe da vista, longe do coração” – o provérbio é antigo e talvez tenha a sua razão de ser. Não fique “longe da vista” dos seus clientes. Durante este período de encerramento temporário, mantenha a comunicação com os seus clientes através das redes sociais e do e-mail. O que lhes pode dizer? Pense em como se sentem os seus clientes em casa – preocupados com o futuro e a precisar de ser distraídos. Nesta altura, serão as marcas/páginas que mostram compreensão e ajudam a animar este tempo difícil que irão ficar na sua memória. Fale com o seu responsável/agência de marketing e explorem ideias para conteúdos durante esta fase.*

21 – Não deixe que os clientes deixem de ver a equipa a que estão habituados! Partilhem os vossos quotidianos e mostrem que estamos todos no mesmo barco #EuFicoEmCasa

22 – Agora que tem algum tempo livre, aproveite para pensar no calendário editorial até ao final do ano, ou pelo menos do semestre: que campanhas vai querer fazer? Que dias especiais vai assinalar e como? O dia do Pai é esta semana e daqui a pouco mais de 1 mês chega o dia da Mãe.

23 – Pense em novas parcerias para angariação de clientes novos.

24 – Pondere sobre formas de melhorar a experiência do seu cliente e a sua fidelização.

25 – Faça uma lista dos seus melhores clientes e, destes, daqueles que são seus embaixadores (recomendam ativamente a sua empresa). Como pode potenciar este relacionamento?

26 – Esta pode ser a altura para começar a planear os conteúdos para um novo site – o que quer comunicar, o que deve ter o site de diferenciador?

27 – E quando estiver prestes a abrir? O que deve comunicar nas suas redes sociais? Até agora comunicou com o cliente para que ele não se esquecesse da sua marca, mas agora é preciso comunicar de forma mais assertiva: – que estamos de regresso; – que vamos regressar no dia X; – o que pode fazer connosco e – o que temos para lhe oferecer quando voltar!

Escolha destas sugestões as que mais se adequam à sua personalidade e ao seu negócio, desde que o lema seja sempre este: ESTAR ENCERRADO NÃO SIGNIFICA ESTAR PARADO!

*Se é nosso cliente, já recebeu um email mais detalhado sobre este assunto. Se não é, peça-nos mais ajuda, sem compromisso.